E se a gente fosse tomar um chá da tarde em Londres?

Fizemos uma pequena viagem à Inglaterra e passamos alguns dias em Londres. Por que não incrementar a experiência com algo tipicamente inglês?

O chá da tarde é algo extremamente difundido nos restaurantes e hotéis da cidade. Chamado de afternoon tea (não confundir com o high tea: chá tomado pelos trabalhadores sentados à mesa de jantar, em cadeiras com encosto, e mais reforçado em termos de comida, para substituir o jantar), foi introduzido por Anna, duquesa de Bedford, que costumava fazer um pequeno chá entre o almoço e o jantar. Por isso, o afternoon tea costuma ser feito entre 15 e 17 horas e consiste de pequenos sanduíches, scones e docinhos.

Portanto, apesar dos preços variáveis, o tradicional chá da tarde não deve sair deste cardápio: sanduíches feitos com pão de forma e recheios diversos, scones (pequeno bolinho de origem escocesa, com massa densa, podendo variar entre plain e fruit – sem e com frutas secas respectivamente) e docinhos (que variam em tamanho e apresentação). Além, obviamente, do chá e, em casos específicos, uma taça de champagne.

Há uma imensa variedade de afternoon teas por Londres. O vídeo abaixo mostra alguns bastante interessantes e que podem agradar a diferentes públicos.

Com a chegada do final do ano, também aumentam as opções de afternoon teas especiais. Como fomos no final de novembro, pudemos agendar um afternoon tea bastante especial: Festive afternoon tea no hotel Claridge’s.

 

Planejamento

Londres, assim como Nova York, especialmente nesta época do ano, não é para amadores. Há que se fazer uma reserva. Fui procurar uma reserva em meados de outubro, e só havia segundas-feiras disponíveis para todo o mês de novembro de 2017. E ainda assim, apenas alguns horários específicos, como o final do dia.

A reserva é feita através do próprio site do hotel (make a reservation), que usa a plataforma do OpenTable (um aplicativo bastante útil de reservas de restaurantes) para garantir a sua data e horário. É necessário colocar o cartão de crédito, apesar de nenhuma cobrança ser feita no ato da reserva.

 

72 horas antes da data, o hotel enviou um e-mail pedindo que eu confirmasse a reserva (então olho no e-mail para não ficar sem a sua mesa). Caso esse e-mail não seja respondido em até 24 horas antes do seu chá da tarde, o hotel tem o direito de cancelar a sua reserva.

Não recomendo não aparecer ou cancelar nas 24 horas anteriores ao chá da tarde: o hotel vai te cobrar o total da reserva efetuada (lembra do número do cartão de crédito que você deu?).

Eles toleram 15 minutos de atraso, e você pode desfrutar do seu chá da tarde por 2 horas (os garçons sabem bem como controlar esse tempo, então não precisam ficar preocupados).

IMG_4057

 

Roupa e etiqueta

Vou abrir esse tópico porque foi uma preocupação nossa quando agendamos este chá da tarde. Sempre vale a máxima do “ninguém paga as minhas contas”, mas quando estamos sendo visitas, acho que educação e respeito aos costumes do anfitrião é o mínimo que devemos oferecer.

O hotel já deixa bem claro o dress code do chá da tarde: esporte fino, sem shorts, coletes, jeans rasgados, roupas esportivas, chinelos e bonés. Em nossa visita, vimos de tudo, mas basicamente uma roupa de trabalho daquelas de escritório clássico com um toque mais arrumado já são suficientes para se camuflar no salão. Os homens usavam paletó, camisa e calça social (sem gravata).

Em relação à etiqueta, também vimos de tudo. O hotel Claridge’s deixa claro nas regras e no cardápio que se evite tirar fotos com flash e fotos intrusivas, para preservar a privacidade dos hóspedes. Algumas mesas respeitavam isso e outras não. Muitas mesas estavam lá pelo mesmo motivo que nós – registrar esta experiência – e não se acanhavam de pedir para o garçom tirar a foto. Mas, verdade seja dita, de todas as mesas ao nosso redor, vi apenas duas mesas pedirem. Sobre como comer, gostei do vídeo abaixo, mas isso também não me impediu de ver gente fazendo sanduíches de scones

 

Início

Assim que você chega ao hotel, é só passar a porta giratória e logo à frente você encontrará um salão com um recepcionista. Basta dar seu nome (conforme a reserva que você efetuou através do site). Assim que ele confirmou nossa reserva, pediu que aguardássemos um momento, pois nossa mesa estava sendo limpa, e perguntou se poderia levar nossos casacos. Entregamos nossos casacos e recebemos um envelope para retirá-los na saída.

Fomos levados até nossa mesa, que ficava no centro do salão. Uma garçonete logo se aproximou com o menu, e logo depois outra apareceu com um carrinho de champagne. O festive afternoon tea dá direito a uma taça de Laurent-Perrier, e poderíamos escolher entre o Brut, o rosé ou a uma opção não alcoólica de suco de uva. Quem quiser maximizar o custo-benefício, vá de rosé, pois a taça adicional do Laurent-Perrier rosé sai pela bagatela de 31 libras!

 

O menu é exatamente como consta no site. Pode-se repetir quantas vezes quiser, de acordo com a garçonete que nos atendeu. Servida a taça de champagne, e após nos perguntarem se há alguma restrição alimentar (alergias ou preferências), trazem um prato com os sanduíches.

_MG_9533
Iniciando o festive afternoon tea

 

Execução

Eram 5 variedades com recheios diversos. São sanduíches já estabelecidos pelo hotel: não há um cardápio para que você escolha 5 de 8, por exemplo, como vi em alguns lugares. No cardápio consta apenas a origem e a explicação sobre cada um dos sabores.

  • Tradicional sanduíche de pepino: obviamente orgânico e especialmente preparado (acredite, uma delícia!);
  • Sanduíche de ovo com maionese: enquanto em afternoon teas mais modestos você tem o sanduíche com ovo, aqui eles fazem ovo com lagosta;
  • Sanduíche de peru: que aqui ganha toques de cranberry, e adicionam carne de porco e castanha, fazendo com que o sanduíche ganhe um sabor incrível;
  • Sanduíche de presunto: com toque de laranja e molhos madeira e de alho. Tudo pode parecer comum, mas como descrevem no cardápio, o fornecedor deste presunto vem de uma empresa familiar que fornece para o hotel há 15 anos;
  • Sanduíche de salmão defumado: salmão defumado com manteiga de raiz-forte.

Bônus: um pãozinho com azeitona e alguns temperos.

_MG_9531

Também nos perguntaram sobre o chá que gostaríamos de tomar. Cada um pode escolher seu chá. São 24 variedades, todas explicadas no menu. Escolhido o chá, ele é preparado xícara a xícara: cada vez que você desejar mais chá, deve chamar o garçom para que ele possa prepará-lo na hora. Não chegamos a chamá-lo, já que eles apareciam assim que era necessário. Como a garçonete que nos atendeu disse: “Não se preocupe, nós cuidaremos de vocês.”

 

Terminados os sanduíches (pedimos para repetir alguns deles), os scones chegam à mesa. Um scone de cada tipo: com uvas passas e tradicional. Além disso, clotted cream e geleia de morango. São bem pequenos e deliciosos. Lembrete para quem nunca comeu scones, eles devem ser partidos ao meio com a mão e comidos em metades (é considerado rude comer fazendo sanduíche de scone). Em relação à ordem de qual das duas conservas devem ser passadas primeiramente no scone, clotted cream ou geleia, não há um consenso: depende da região que você nasceu na Inglaterra. Como não somos ingleses, comemos do jeito que quisemos… rs

 

Por ser o festive afternoon tea, antes da chegada dos doces, há o Christmas pudding. Como na entrada bobeamos e pedimos o suco de uva, a atenta garçonete nos questionou se havia alguma restrição ao álcool, pois parte do show era flambar o Christmas pudding em nossa mesa. Recebida a negativa, ela nos trouxe um Christmas pudding para ser dividido entre nós. (Como será se apenas uma pessoa vai tomar o afternoon tea?) Fantástico, como tudo trazido na mesa até então.

 

Já se completavam 1 hora e 15 minutos que estávamos ali. Os garçons sabem bem como controlar o tempo. Trouxeram os docinhos, e senti que desapareceram por um bom tempo. Como já havíamos comido muito (mesmo para quem não havia almoçado, já era comida suficiente), queríamos levar os docinhos para casa.

 

Fim

Você pode pedir para embalar os docinhos finais para viagem. Eles já estão tão acostumados que o fazem e trazem em uma caixinha para cada participante (normalmente colocam na mesma sacola).

Juntamente com a sacola dos docinhos que você vai levar para casa, já colocam o “mimo” de Natal que faz parte do festive afternoon tea. Em 2017, foi um Christmas cake embalado numa bonita lata negra com o símbolo do hotel.

A conta é salgada, e é exigida 12,5% de taxa de serviço independente do número de pessoas à mesa (alguns restaurantes de Londres cobram a taxa de serviço apenas quando a mesa excede determinado número de pessoas). Caso seja um dia especial, como finais de semana, o chá da tarde sai por um preço ligeiramente maior por cabeça.

Ao final, não esqueçam de retirar seus casacos.

claridges casaco

 

Vale a pena?

Sim! Foi tudo muito bom, uma experiência para se ter ao menos uma vez na vida. Ainda prefiro um bom steak de carne em termos de paladar, mas é realmente interessante experimentar uma “instituição inglesa” como o afternoon tea, num lugar tão clássico quanto o próprio afternoon tea.

fachada claridges londres natal

 

Não deixem de ver a árvore que fica no hall do hotel. Em 2017, o responsável foi Karl Lagerfeld.

 

Obs: desculpe pelas fotos, mas tentei respeitar a regra de não invadir a privacidade das pessoas que estavam lá. Fotos muito boas do afternoon tea básico e do salão você encontra neste site.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s