Uma ideia geral sobre nossos dias em Hvar vocês já tiveram no post “Roteiro de viagem: 3 dias por Hvar – Croácia”. Agora vamos tentar explicar por que vocês devem colocar esta cidade no mapa de sua próxima viagem a Croácia.

 

hvar-town-vista-de-cima-pakleni-islands
Hvar town, Spanjola e Ilhas Pakleni: uma vista inesquecível!

 

 

Por que Hvar

– É uma das maiores ilhas da Croácia (4ª maior ilha)

– É uma excelente base para conhecer o litoral da Croácia e está entre Split e Dubrovnik

– É a ilha mais ensolarada da Croácia com 349 dias de sol por ano

– Lugar com muita história: ocupação da ilha é antiga e base naval para os venezianos no passado

 

 

Nossas impressões sobre a cidade foram

– Acredito que eles não façam ideia de qual o significado de crime: você entra e sai dos hotel sem ser incomodado e funcionários muito honestos

–  História e passado riquíssimos e diversidade de atrações: desde tour off road, passando por passeios de barcos à ilhas próximas até esportes aquáticos e aulas de culinária

Infraestrutura turística para todos os bolsos: locação de tendas à beira do mar por 200 euros até restaurantes servindo pizzas de 6 euros

– É possível ficar cerca de 4 a 5 dias caso vocês queiram dia de piscina, de praia e conhecer outras cidades da ilha

– É uma parada estratégica para visitar as ilhas da região: Vis, Brac, Solta, Kórcula e Bisevo

 

 

Chegando em Hvar

Há diversas rotas para Hvar: Stari Grad ou Hvar town (eles usam o town para não confundir com a ilha que tem o mesmo nome). Na ocasião, a passagem que havia disponível (por desatenção nossa ou por calendário da empresa) era Split – Hvar (Stari Grad). Ou seja, chegamos do outro lado da ilha em que deveríamos de fato estar. Dependendo do mês, há ferries e catamarãs que fazem Split – Hvar (Hvar town). Este seria mais recomendado para quem se hospeda na região de Hvar town (nosso caso) pois aí não seria necessário esse ônibus Stari Grad – Hvar town. Quem estiver de carro vale a pena entrar e sair por Sucuraj, já que o custo de transportar o carro é menor.

ferry-boat-split-hvar
Ferry boat Jadrolinija: Split a Hvar

 

Assim que saímos do ferry vimos 2 ônibus estacionados com nomes de cidades da ilha. Nos amontoamos na fila de Hvar town (no vídeo abaixo, o ônibus aparece logo à direita) e com 36 kunas cada (5 euros – junho/16) pegamos o ônibus que cruza a ilha com destino a Hvar town. . Aqui encontrei boas informações e detalhes sobre formas de chegar a Hvar.

O ônibus foi uma aventura à parte. Imaginem um bando de gente jovem, viajando com apenas mochilas e malas esportivas e a gente lá com aquelas malas rígidas com 4 rodinhas. E todos amontoados ao redor do ônibus, ninguém que pareça funcionário de empresa para dar informações e você precisando chegar do outro lado da ilha. Titubeamos, mas não havia muitas opções: me amontoei na porta do ônibus enquanto meu companheiro corria ao redor do ônibus buscando um bagageiro que entrasse nossas malas. O truque aqui seria descer mais rápido do ferry boat e já pegar o ônibus, mas nós ficamos vendo as pessoas desembarcarem e admirando a paisagem… Se vocês conseguirem janela, recomendo a janela no lado esquerdo do ônibus (atrás do motorista): a vista é linda e depois de um tempo andando pelas montanhas, você começa a acompanhar a costa numa paisagem de tirar o fôlego!

O ônibus chega ao pequeno centro comercial de Hvar Town. Há táxis disponíveis e muitos caminham a pé para o próprio hotel. Como estávamos com malas, pegamos um táxi que levou bons minutos até chegarmos ao Amfora, claro, não sem antes fazer nossa pausa para o almoço à beira mar e já comprar a passagem do catamarã para Dubrovnik. Almoçamos na frente da agência de viagem, no restaurante La Cocina. Pudemos presenciar até um casamento!

noiva-em-hvar-town
Casamento na Riva de Hvar

 

 

Hotel Amfora em Hvar

Escolhemos o Hotel Amfora por causa da piscina. Essa rede possui diversos hotéis na ilha, mas nenhum tem a piscina do Amfora. E que piscina! Parecia piscina de cinema com direito a tendas com colchões, quedas d’água, borda infinita e até tobogã e fonte de água para as crianças (devidamente localizadas em piscinas à parte para não machucar ninguém). As outras unidades da rede Suncani hvar Hotels atendem à diversos públicos, por isso, acho que vale a pena dar uma olhada no site deles e ver qual deles combina mais com o estilo de viagem de vocês.

O café da manhã é bastante farto e servido num salão imenso com vista para o mar. É realmente uma experiência para levar no coração. Tomar café olhando para aquela imensidão de mar, com toda cortesia dos funcionários, aquela sensação de paz é indescritível. Você realmente consegue pensar em nada.

Entre o hotel Amfora e o centro da cidade há um “atalho” que contorna a costa: são cerca de 10 min de caminhada acessível (iluminada, segura e bem frequentada) apenas à pedestres e pequenos carrinhos de golf.

amfora-piscina
Hotel Amfora e sua piscina deslumbrante

 

Nosso roteiro foi feito em 3 dias pois a ideia era descansar: vínhamos de uma maratona de cidades (Zagreb, Pula e Split) e estávamos na fase final de nossa viagem: de Hvar para Dubrovnik, o destino final. Detalhes do roteiro você encontra em “Roteiro de viagem detalhado por Hvar – Croácia: 1, 2 ou 3 dias“, “Roteiro de viagem detalhado por Hvar – Croácia: 1, 2 ou 3 dias – Parte 2” e finalmente “Roteiro de viagem detalhado por Hvar – Croácia: 1, 2 ou 3 dias – Parte 3

 

Saindo de Hvar

Embarcaríamos para Dubrovnik dentro de 3 dias e havia lido sobre um catamarã da empresa Krilo Star que fazia a viagem Hvar – Dubrovnik. A passagem é vendida numa pequena agência turística localizada na Riva, ao lado do restaurante La Cocina.

No check-out do Hotel Amfora os funcionários perguntam o seu destino e separam a sua mala (nós achamos que ele queria pegar a nossa mala e não deixamos… hahahhaha… até ele explicar e a gente entender…). O próprio hotel se encarrega de levar a mala de todos os hóspedes para o pier do porto de onde parte CADA uma das embarcações dependendo do destino do hóspede (há horários diferentes para cada destino). Assim você pode ir pelo atalho à pé e pegar a sua mala apenas quando chegar ao pier. Sem atropelos e medos porque lá ninguém pega a mala de ninguém e a mala sem dono não fica desassistida: os funcionários do hotel ficam vigiando até que todos os hóspedes retirem seus pertences e quando o hóspede não aparece, eles passam na fila exibindo a mala. Coisa de outro mundo, ou melhor, coisas da Croácia!

O catamarã da Krilo sai do porto de Hvar Town pontualmente no horário estabelecido! A dica que eu daria é para não chegar muito em cima da hora porque corre-se o risco de achar um lugar longe um do outro para sentar se você estiver em grupo. Mas como o catamarã para em várias ilhas, é possível ir se ajeitando ao longo das cerca de 2 horas que separam Hvar de Dubrovnik.

 

A lembrança que ficou foi de uma cidade com forte dependência turística, sazonal (determinados meses do ano a estrutura de hotéis e restaurantes é desativada e estabelecimentos ficam fechados até a próxima temporada) e que exigiria muitos dias extras para ser explorada em sua totalidade. Ficamos 3 dias, mas passaria pelo menos 15 dias sem me entediar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: